Neste texto, vou te dar 3 dicas para você revisar seu texto, a partir da minha experiência como revisora de textos há mais de 15 anos.

Saiba que você pode melhorar muito a qualidade do seu texto no processo de revisão, caso esteja sem tempo ou sem condições financeiras de contratar um profissional. Vamos às dicas!

Seja seu próprio leitor!

Para ser o leitor do seu texto, você precisa sair do lugar de autoria e ocupar o lugar do leitor. Tente esquecer que você é o autor e pense no leitor que você espera para aquele texto. Isso vai depender do tipo de texto que você está escrevendo, do momento da pesquisa em que você está (caso seja um texto acadêmico) e da expectativa do seu leitor. Por exemplo, se o leitor for o avaliador de uma revista, ele espera um texto consistente e objetivo; se for um texto de humor, o leitor espera se divertir e assim sucessivamente.

Leia somente o que está escrito

O processo de escrita sai do nosso cérebro, passa pela nossa mão e chega até o papel ou computador. Porém, o leitor não sabe o que você deixou de escrever ou o que você gostaria de dizer. Ele só tem acesso ao que está escrito! Assim, essa dica serve para te forçar a olhar apenas para a superfície textual, como seu leitor faria.

Todo texto precisa ser autônomo e ter um sentido completo.

Para resolver questões de gramática, você deve ativar o corretor ortográfico do Word, pois ele ajuda demais nesse aspecto. Com o uso constante, você vai se familiarizando com essa ferramenta e adicionando palavras ao seu dicionário.

Já para questões de coerência, coesão e argumentação, você precisa fazer uma leitura mais atenta. Assim, sugiro que você utilize alguns recursos visuais para explicar ao seu cérebro que ele precisa realizar outra tarefa. Por exemplo, você pode alterar a cor ou a fonte do texto, pode criar um arquivo PDF para fazer a leitura, pode imprimir o texto e ler no papel… Se você estiver com tempo disponível, deixe seu texto “de molho”, ou seja, pare de mexer nele por 1 ou 2 dias e depois volte para a revisão.

Questione o seu texto

Para finalizar, sugiro que você faça seja o “advogado do diabo” na hora da revisão. Ou seja, enquanto lê, você pergunta para o texto “como assim?”, “como você chegou a essa conclusão?”, “de onde surgiu essa ideia?”, “do que você está falando?”, “quando isso foi realizado?”, “como isso foi feito?”, “o que isso significa?”. Em resumo, tenha em mente o porquê, o como, o quando, o para quê…

O desafio aqui é ver se você encontra as respostas no texto ou se o autor precisa estar junto dele para respondê-las. Obviamente, o ideal é que as respostas apareçam. Para isso, você precisa ser generoso e gentil com seu leitor.

Durante essa leitura crítica, apenas leia e marque os erros! Não tente ler e já ir corrigindo, pois isso vai misturar o processo de leitura com o da escrita. Conforme você vai corrigindo alguns erros enquanto lê, a chance de produzir novos erros aumenta e aí você vai precisar fazer mais uma leitura.

Por fim, com essas 3 dicas para você revisar seu texto, tenho certeza que você será capaz de melhorar a sua forma de se comunicar!

QUEM ESCREVE?

Fernanda Massi fez Mestrado e Doutorado em Linguística e Língua Portuguesa na UNESP/Araraquara. Assim que terminou o doutorado, foi professora na UNESP e na UFSCar.  Nesse período, deu aulas de Leitura e Produção de Textos e Metodologia do Texto Científico. Também orientou TCC e iniciação científica. Em seguida, fez Pós-doutorado em Linguística Aplicada pela UNICAMP. Atualmente, Fernanda é a responsável pela equipe de revisão da Letraria.

1 Comentário. Deixe novo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O que são DIREITOS AUTORAIS?
Como fazer a referência de ENTREVISTA?