Agora que você já sabe como publicar um artigo científico, vamos te explicar qual é a estrutura deste artigo, seguindo a NBR 6022:2002 da ABNT.

Assim como os textos acadêmicos, o artigo científico é dividido em três partes: 1) elementos pré-textuais, 2) elementos textuais e 3) elementos pós-textuais. Nossa ideia é te ajudar a montar a estrutura do texto e depois você vai preenchendo essa estrutura com o conteúdo.

O primeiro passo para definir qual é a estrutura do artigo científico é escolher uma revista. Assim, você não vai perder tempo criando um modelo que não vai funcionar para a publicação. Ou seja, não adianta você escrever 15 páginas se a revista pedir 25 ou vice-versa.

Quais são os elementos pré-textuais?

No artigo científico, os elementos pré-textuais são: o título (em duas línguas), o resumo (também em duas línguas) e as palavras-chave (de 3 a 5). Algumas revistas delimitam até 10 palavras para o título. O resumo pode ter de 100 a 250 palavras de acordo com a ABNT. Se o seu texto estiver em português, a segunda língua do título e do resumo pode ser o inglês, o francês ou o espanhol.

Quais são os elementos textuais?

No corpo do texto, teremos a introdução, o desenvolvimento e a conclusão do artigo. Procure responder a quatro perguntas básicas: o quê, por quê, para quê e como? Lembre-se que seu texto precisa ter um sentido completo, ou seja, quem ler apenas o artigo científico, sem conhecer a sua pesquisa, precisa entender exatamente o recorte feito.

Uma dica é começar pela introdução, fazendo um resumo dos tópicos que você vai desenvolver ao longo do texto. Não perca tempo dizendo o que você não vai fazer! Foque no que será feito.

Veja nas normas da revista de que forma você pode dividir o desenvolvimento do seu texto: em quantas seções ou subseções, se elas devem ser numeradas ou não…

Por fim, na conclusão você pode apresentar os resultados e as considerações finais do recorte escolhido.

E os elementos pós-textuais?

Os elementos pós-textuais compreendem as Referências, os Anexos e os Apêndices. As Referências são obrigatórias e os demais são opcionais. Também é importante verificar as normas da revista para conferir o que é ou não permitido.

QUEM ESCREVE?

Fernanda Massi fez Mestrado e Doutorado em Linguística e Língua Portuguesa na UNESP/Araraquara. Assim que terminou o doutorado, foi professora na UNESP e na UFSCar.  Nesse período, deu aulas de Leitura e Produção de Textos e Metodologia do Texto Científico. Também orientou TCC e iniciação científica. Em seguida, fez Pós-doutorado em Linguística Aplicada pela UNICAMP. Atualmente, Fernanda é a responsável pela equipe de revisão da Letraria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Como organizar um livro ou e-book?
O que é ISBN?