Como escolher um tema inédito para o seu TCC?

Se você está começando a pensar no seu TCC (ou deveria estar…rs), hoje vamos te ajudar nessa jornada. Você já deve ter ouvido seu(sua) orientador(a) dizer que você precisa escolher um tema que ainda não tenha sido estudado. Então, surge a grande dúvida: como escolher um tema inédito para o seu TCC?

O ineditismo é uma máxima do ambiente acadêmico que pode fazer você travar e se sentir a pessoa menos capacitada do mundo. Porém, saiba que é muito mais fácil pensar em uma tema inédito do que encontrar alguma sugestão na internet. Tudo o que você cria a partir das suas reflexões, das suas leituras e das suas vivências tem mais chance de ser inédito!

Como escolher um tema inédito para o seu TCC?

O tema que você vai escolher para seu TCC deve seguir a máxima “menos é mais”, ou seja, quanto mais específico (e aparentemente menor) for o recorte que você fizer, mais original vai ser o seu trabalho! Assim, a ideia é falar muito sobre pouco e não falar pouco sobre muito!

Escolha um tema com o qual você tem o mínimo de familiaridade porque já leu sobre o assunto, já teve interesse nele, já assistiu alguma palestra… enfim, você teve um primeiro contato com esse tema mais amplo. É a partir dele que você vai especificar o seu tema!

Seu tema se tornará inédito pela maneira como será abordado, pela leitura que você vai apresentar e pela forma como vai organizar seu texto. Ou seja, não é estudando seres de outro planeta, por exemplo, que você vai trazer algo novo. Até porque, sem que algo já tenha sido dito sobre eles, você não vai conseguir sustentar o seu estudo.

Como saber se o tema que escolhi é inédito?

Para ter certeza de que o tema escolhido é inédito, você vai pesquisá-lo em artigos científicos, TCC, dissertações, teses. Provavelmente, você vai encontrar abordagens parecidas com a sua e vai poder utilizar esses trabalhos para embasar o seu. Se encontrar algo exatamente igual, você pode fazer alguns ajustes para se diferenciar.

Além disso, você pode e deve recorrer ao seu(sua) orientador(a) para que ele(a) te oriente se aquele tema é plausível. Ou seja, é preciso que o tema seja “pesquisável” para que você consiga concluir sua pesquisa.

É muito mais fácil pensar em uma tema inédito do que encontrar alguma sugestão na internet.

Quer ajuda? Escreva nos comentários o tema que você está imaginando e te daremos uma orientação. 😉💜

QUEM ESCREVE?

Fernanda Massi fez Mestrado e Doutorado em Linguística e Língua Portuguesa na UNESP/Araraquara. Assim que terminou o doutorado, foi professora na UNESP e na UFSCar.  Nesse período, deu aulas de Leitura e Produção de Textos e Metodologia do Texto Científico. Também orientou TCC e iniciação científica. Em seguida, fez Pós-doutorado em Linguística Aplicada pela UNICAMP. Atualmente, Fernanda é a responsável pela equipe de revisão da Letraria.

2 Comentários. Deixe novo

  • LEIDIANE
    18/04/2023 15:37

    PATOLOGIAS NA CONSTRUÇÃO CIVIL

    Responder
    • Blog Letraria
      19/04/2023 09:31

      Olá, Leidiane!
      Obrigada pelo comentário. 💜
      Seu tema tem potencial para ser inédito, porém, sugiro que você especifique quais patologias vai examinar, quem sofre com essas patologias e como vai se construir o contexto “construção civil”.
      Se você for tratar das patologias nas matérias-primas, por exemplo, você pode analisar as causas, as consequências, os sintomas dessas patologias e dizer quais são elas. O título precisa trazer mais informações sobre o recorte que você está fazendo. Por exemplo: AS PATOLOGIAS NA CONSTRUÇÃO CIVIL E OS PREJUÍZOS PARA O CONSTRUTOR ou AS PRINCIPAIS CAUSAS DE PATOLOGIAS NA CONSTRUÇÃO CIVIL.
      Outro exemplo, se você for examinar os trabalhadores (homens) da construção civil e as doenças causadas por esse tipo de trabalho, poderia escrever: PATOLOGIAS DECORRENTES DO TRABALHO BRAÇAL NA CONSTRUÇÃO CIVIL ou PATOLOGIAS DESENCADEADAS PELO EXCESSO DE PESO NA CONSTRUÇÃO CIVIL…
      Sugiro ainda que você jogue o título “PATOLOGIAS NA CONSTRUÇÃO CIVIL” e veja os resultados que aparecem. Assim você consegue avaliar como esse tema vem sendo discutido.
      Espero ter ajudado. 💜

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Faz 10 anos ou fazem 10 anos?
Como fazer um roteiro para seu artigo científico?

Assine nossa newsletter e recebe as novidades em primeira mão.