Muitos de nós aprendeu, ainda na escola, que a vírgula deveria ser usada para RESPIRAR… Será mesmo que é essa sua função?
A vírgula separa blocos prosódicos, nos quais os elementos possuem dependência entre si (como é o caso do sujeito, do verbo e de seus complementos), que não podem ser “quebrados” pelas vírgulas.

Essa é a regra número 1: a vírgula não é usada entre o sujeito, o verbo e seus complementos (objeto direto e objeto indireto)!
2. Também não se usa a vírgula antes da conjunção “e” em enumerações ou em orações coordenadas com o mesmo sujeito.

Por exemplo: Fui à feira comprar maçã, banana, laranja e caqui. / Maria Luísa saiu cedo de casa e só voltou à tarde.
Isso não significa, porém, que nunca se coloque a vírgula antes do “e”. Nas orações coordenadas em que o sujeito é diferente, ela pode sim aparecer: Maria Luísa saiu cedo de casa, e sua irmã, apenas ao meio-dia. Ora… o que é essa vírgula separando “sua irmã” de “apenas ao meio-dia”?

3. Trata-se da elipse do verbo, em que o uso da vírgula é obrigatório!
4. A vírgula também é obrigatória quando o adjunto adverbial (de modo, tempo, lugar, meio ou instrumento), em forma de oração ou isolado, estiver fora da posição padrão, ou seja, não aparecer no final da oração.

Por exemplo: Ontem, Paula deu um presente ao namorado. / Quando chegou o Natal, Paula deu um presente ao namorado.

5. Quando as conjunções coordenativas aparecem no meio da oração, também devem ser isoladas por vírgulas.

Todos deveriam fazer alguma atividade física diariamente; isso não quer dizer, entretanto, que todos devem ser superatletas. 
Também são conjunções coordenativas: mas, porém, todavia, entretanto, pois, no entanto, senão, não obstante, contudo.

6. Nos casos em que há orações ou fragmentos deslocados, a vírgula também se faz obrigatoriamente presente.

Essa palavra inexiste, eu acho, é de Bachelard.
Ela também é indispensável para separar elementos nos casos de:

7. apostos explicativos

O guarda-chuva tem resistido. Suas irmãs, as sombrinhas, já caíram de moda.

8. vocativos

Minhas queridas discípulas, desejo-lhes, com um fiel cumprimento, inúmeras e desdobradas conquistas.

9. expressões explicativas ou de retificação

além disso, inclusive, isto é, ou seja, a saber, aliás, outrossim, por exemplo, com efeito

10. orações adjetivas explicativas

Os artistas, que são vaidosos, costumam exagerar nos gastos pessoais. Nas orações adjetivas restritivas (Os artistas que são vaidosos costumam exagerar nos gastos pessoais), o grupo de artistas que comete exagero nos gastos restringe-se aos que são vaidosos.

Caso ainda tenha dúvidas, entre em contato com a gente por e-mail, Facebook, Instagram ou deixe sua dúvida nos comentários! Até a próxima!

Fernanda Massi é Mestra e Doutora em Linguística e Língua Portuguesa pela UNESP/Araraquara e Pós-doutora em Linguística Aplicada pela UNICAMP. Foi professora de Metodologia do Texto Científico na UNESP/Araraquara e na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), tendo orientado trabalhos de conclusão de curso e de iniciação científica. Trabalha com revisão de texto desde o início da sua graduação em Letras, em 2004, e já revisou inúmeros trabalhos de diversas áreas. É também a responsável pela equipe de revisão da Letraria.

Referência: ABREU, A. S. Gramática mínima: para o domínio da norma padrão. Cotia: Ateliê Editorial, 2003.

 

 

29 Comentários. Deixe novo

  • Káren Monti
    02/07/2020 14:28

    Olá! Gostaria de saber se, na frase abaixo, o “também” deve estar entre vírgulas:
    Não é porque eu que estou dizendo, os autores dizem isso e os livros, também, dizem isso.

    Responder
    • Letraria E-ditora
      02/07/2020 14:51

      Olá, Káren!
      Obrigada por enviar sua dúvida.
      Nesse caso, não há necessidade de colocar o “também” entre vírgulas porque ele tem a função de advérbio, com o sentido de “da mesma forma”. 😉

      Responder
  • Camila Da Silva
    09/10/2020 21:25

    Sou a Camila da Silva, e quero parabenizar você pelo seu artigo escrito, muito bom vou acompanhar o seus artigos.

    Responder
  • Oi queria saber se na, frase abaixo o também tem virgula.
    “Também, vou começar a fazer agora “

    Responder
    • Letraria E-ditora
      04/01/2021 08:26

      Olá, Beatriz!
      Obrigada pela pergunta. 💜
      Nesse caso, se o “também” estiver complementando o sentido de “vou começar a fazer agora (isso também)” não há necessidade da vírgula.
      Se o “também” for uma resposta à pergunta anterior e “vou começar a fazer agora” não tiver relação com ele, você deve usar a vírgula.
      Conheça nosso canal no YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCw07LXXWVCGQI0FoeRXnDjQ

      Responder
  • “Também, vou começar a fazer agora ” tá certo?

    Responder
  • A palavra também é uma expressão enfática?

    Responder
    • Letraria E-ditora
      04/08/2021 09:23

      Olá, Rita! Muito obrigada pela pergunta. 💜
      A qual palavra você se refere?

      Responder
  • Felipe Soares
    11/09/2021 20:12

    É correto usar a vírgula para isolar a palavra “também” quando o adjunto adverbial está deslocado na ordem indireta? olhe um exemplo abaixo.
    “E, também, não posso fazer isso.”

    Responder
  • Olá! Na frase: “Exemplo atual de ficha técnica demonstrando que não há definição do processo produtivo, como também, o custo projetado do item.” O uso da vírgula separando o “como também” está correto?

    Responder
  • Letraria E-ditora
    15/09/2021 18:36

    Olá, Nai! Obrigada pela pergunta. 💜
    Nesse caso, não há necessidade das vírgulas isolando o “como também” porque ele está funcionando como um “e” ou “nem”: “não há definição do processo produtivo e/nem do custo projetado do item.”.
    Aproveite para conhecer nosso canal no YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCw07LXXWVCGQI0FoeRXnDjQ?view_as=subscriber

    Responder
  • Olá, parabéns pelo artigo. Fico na dúvida do adjunto adverbial no início da frase. Sempre terá vírgula depois? Gostaria que você avaliasse os exemplos abaixo. Obrigada

    Ex1: Hoje, João vai para escola
    Ex2: Hoje foi um dia especial

    Responder
  • Olá, parabéns pelo seu trabalho!
    Gostaria de saber se está correto o uso da vírgula na seguinte frase: “Lembrando que no erro de tipo essencial invencível, o agente tem uma falsa percepção da realidade.”

    Responder
  • Boa tarde!
    Na frase: “Lembrando que no erro de tipo essencial invencível, o agente tem uma falsa percepção da realidade.” O uso da vírgula está correto?

    Responder
    • Letraria E-ditora
      26/10/2021 16:06

      Olá, Marcos! Obrigada pela pergunta. 💜
      Nesse caso, a vírgula está separando o verbo e o objeto “Lembrando que o agente…”. Para consertar, você precisa colocar a expressão “no erro de tipo essencial invencível” entre vírgulas.
      A frase ficaria assim: “Lembrando que, no erro de tipo essencial invencível, o agente tem uma falsa percepção da realidade.”. Ou então, você pode retirar as vírgulas e colocar a expressão “no erro de tipo essencial invencível” ao final: “Lembrando que o agente tem uma falsa percepção da realidade no erro de tipo essencial invencível.”
      Aproveite para conhecer nosso canal do YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCw07LXXWVCGQI0FoeRXnDjQ

      Responder
  • Boa tarde! Obrigado por me responder. Tenho apenas mais uma dúvida. Gostaria de saber se está correto o uso da vírgula na seguinte frase: “Para entrar com o Recurso Administrativo, você precisa se atentar ao (…).”

    Responder
  • Letraria E-ditora
    01/11/2021 16:09

    Olá, Marcos! Obrigada você. 💜
    Sim, está correto o uso da vírgula.

    Responder
  • Gabriela
    13/01/2022 22:23

    Olá, primeiramente parabéns pelo trabalho!
    Gostaria de saber se na frase: “destaca-se a urgência da reflexão sobre capacidades estatais locais e, tão importante quanto, a capacidade…”, as vírgulas entre a expressão “tão importante quanto” são indispensáveis para a compreensão ou facultativas?

    Responder
    • Letraria E-ditora
      17/01/2022 17:11

      Olá, Gabriela! Obrigada pela pergunta. 💜
      Nesse caso, as vírgulas são necessárias, pois trazem uma expressão explicativa, que realça o sentido. 😉

      Responder
  • Na frase “Acho que não, caso eu vá, irei avisar ” o emprego da vírgula está certo?

    Responder
    • Letraria E-ditora
      23/02/2022 16:19

      Olá, Luciana! Obrigada pela pergunta. 💜
      Sim, está correto. Se preferir, você pode criar dois períodos: “Acho que não. Caso eu vá, irei avisar.” 😉

      Responder
  • Olá, na frase “espero que você, também, tenha uma semana abençoada” essa vírgula está correta?

    Responder
    • Letraria E-ditora
      25/04/2022 17:32

      Olá, Leticia!
      Obrigada pela pergunta. 💜
      Sim, está correta se você quiser enfatizar o “também”, porém, ela não é obrigatória. Ou seja, a frase “espero que você também tenha uma semana abençoada” também está correta.

      Responder
  • Olá, você poderia me esclarecer a “de alguma forma” deve vir entre vírgulas na seguinte frase? “Quebrei algumas portas durante um ataque furioso e de alguma forma destruí até o fogão de tia Maria.”.

    Gostei desssa página. Parabéns!

    Responder
    • Letraria E-ditora
      11/05/2022 17:17

      Olá, Sandra!
      Obrigada pela pergunta e pelo apoio. 💜
      Sim, nesse caso, você deve usar vírgulas: “Quebrei algumas portas durante um ataque furioso e, de alguma forma, destruí até o fogão de tia Maria.”
      Aproveite para conhecer nosso canal no YouTube: https://www.youtube.com/c/LetrariaEditora

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

II Jornada Leitores e Leituras na Contemporaneidade
Você tem medo de usar a crase?